Fink

Guia do usuário - 4. Atualizando o Fink

Este capítulo cobre os procedimentos usados para atualizar sua instalação do Fink para os pacotes mais recentes.

4.1 Atualizando através de pacotes binários

Caso você use exclusivamente a distribuição de binários, não há um procedimento de atualização separado. Basta solicitar à sua ferramenta predileta que obtenha do servidor a listagem de pacotes mais recentes e proceda à atualização de todos os pacotes.

Para o dselect, basta escolher as opções "[U]pdate" e em seguida "[I]nstalar". É claro que você pode também escolher a opção "[S]eleciona" para conferir quais os pacotes que você selecionou e talvez descobrir novos pacotes.

Para o apt, execute o comando apt-get update para receber a listagem de pacotes mais recente e então execute o comando apt-get upgrade para atualizar todos os pacotes que tenham versões novas disponíveis.

Para o Fink Commander, escolha Binary->Update descriptions para atualizar a listagem de pacotes e em seguida Binary->Dist-Upgrade packages para proceder à atualização para versões novas.

Para mais informações, consulte a Matriz de atualização.

4.2 Atualizando a distribuição de códigos fontes

Se você usa a distribuição de códigos fontes então o procedimento é composto por dois passos. No primeiro passo, você baixa as descrições mais recentes dos pacotes em seu computador. No segundo passo, essas descrições de pacotes são usadas para compilar novos pacotes; o código fonte é baixado quando necessário.

O primeiro passo pode ser feito através da execução do comando fink selfupdate. Este comando verificará no site do Fink se há uma nova versão pontual disponível e irá automaticamente baixar e instalar as descrições de pacotes associadas. Você também tem a opção de obter as descrições de pacotes diretamente do CVS ou através do rsync. O CVS é um repositório com versionamento onde as descrições de pacotes são armazenadas e gerenciadas. A vantagem do CVS é que ele é atualizado continuamente. A desvantagem é que há um único servidor CVS para o Fink e ele pode não ser muito confiável quando há tráfego intenso. Por esta razão, recomenda-se que usuários em geral usem o rsync. Existem vários espelhos disponíveis para o rsync e a única desvantagem é que as descrições de pacotes levam por volta de uma hora para migrar aos espelhos rsync depois de terem sido adicionadas ao CVS.

Caso você encontre problemas na atualização de uma instalação a partir de códigos fontes, consulte estas instruções especiais).

Uma vez que você tenha atualizado suas descrições de pacotes (não importa como), você pode atualizar todos os pacotes de uma vez só através do comando fink update-all.

Para atualizar a distribuição de códigos fontes através do Fink Commander, escolha Source->Selfupdate para baixar as novas descrições de pacotes e em seguida Source->Update-all para atualizar os pacotes.

4.3 Misturando binários e códigos fontes

Caso você use pacotes binários pré-compilados para alguns pacotes e compile outros a partir do código fonte, você precisará seguir os dois conjuntos de instruções acima para atualizar sua instalação do Fink, ou seja: primeiro use dselect ou apt-get para obter as versões mais recentes dos pacotes que estão disponíveis como binários e então use fink selfupdate e fink update-all para obter as descrições de pacotes mais recentes e atualizá-los.

Se você usar a opção UseBinaryDist, configurável através da opção --use-binary-dist (ou -b) ou no arquivo de configuração do Fink, as descrições de pacotes (tanto os binários quanto os de códigos fontes) serão atualizadas se você executar o comando fink selfupdate. Neste caso você não precisa mais executar separadamente o comando apt-get.

Se você estiver usando o Fink Commander, escolha Binary->Update descriptions para atualizar a listagem de pacotes e em seguida Binary->Dist-Upgrade packages para atualizar os pacotes de binários para suas novas versões. Depois disso, escolha Source->Selfupdate para baixar os novos arquivos com informações sobre os pacotes e em seguida escolha Source->Update-all (veja as seções anteriores para mais detalhes).

Próximo: 5. O arquivo de configuração do Fink